No slide 11 da palestra “Implantando Scrum, experiência de um Agile Coach” de Rodrigo Yoshima no Maré de Agilidade, há algo muito interessante sobre a adoção de metodologias no Brasil.

RUP

O uso de RUP no mercado brasileiro se fortaleceu em 1999. RUP tem a ver com

  • Foco no Usuário, Iteratividade e Arquitetura

mas o mercado brasileiro entendeu que era sobre

  • Documentos, Burocracia, Controle

XP

XP, que começou no Brasil em 2001, é sobre

  • Coragem, Boa Engenharia e TDD

mas o mercado brasileiro entendeu que era sobre

  • Anarquia, falta de templates do RUP e algo que não funciona

Scrum

O uso de Scrum no Brasil se alastrou em 2003. O foco principal do Scrum é

  • ROI, Auto-Organização e Transparência

mas o mercado brasileiro entendeu que era sobre.

  • Iteratividade(!), modinha Ágil e certificação

É interessante notar que só com o Scrum que o mercado brasileiro conseguiu entender as vantagens de um processo iterativo incremental para se desenvolver software.