A Arte Perdida de Testar o Software

Jorge Diz, da Teamware, escreveu no post A Arte Perdida de Testar Software sobre como o projeto do System/360 da IBM, do início da década de 60, tinha 40k m2 de máquinas exclusivamente alocadas para testes, executando centenas de cenários de teste sem parar.

Estamos redescobrindo a importância de testar software. E porque durante todo esse tempo não demos importância para testes de software?

Minha explicação: falta de profissionalismo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s