Consegi 2010 – Dia 1

De 18 a 20 de agosto estive no Consegi 2010, em Brasília, um evento organizado de Software Livre e e-gov organizado pelo governo brasileiro.

O tema desse ano era Computação em Nuvem.

Dia 1 – 18/08/2010

Driving Social and Economic Values through innovative cloud services

O palestrante era Yudong, da Huawei, uma empresa chinesa da área de equipamentos de telecomunicações recentemente comprada pela Symantec. Apesar do nome da palestra, o foco dele foi em mostrar como segurança é a principal preocupação dos possíveis clientes de cloud providers. Só não ficou claro o que a Huawei pode fazer para acabar com esse problema.

Power Grid Data Analysis Platform based on Cloud Computing

O tópico parecia interessante mas  o palestrante não pode comparecer  por problemas de visto. Mandou outra pessoa no lugar dele, mas o cara era péssimo. Ficou sentado, lendo os slides num inglês dificílimo de entender. Parece que até o pessoal da tradução simultânea reconheceu isso. Saí no meio.

A concorrência das pequenas empresas com as grandes corporações

Depois de sair da palestra horrível do cara que lia sentado, entramos na sala da próxima palestra que iríamos assistir. Fomos surpreendidos com um debate sobre como a cooperação, colaboração e troca desenvolvem a tecnologia e a economia.

Edgard Piccino, citou o livro “Evolução e Técnicas”, de Leroi-Gourhan, que tem a tese de que a colaboração foi o grande catalizador do avanço tecnológico incrível que aconteceu em certo momento na História da humanidade (e que passou a acontecer em ciclos cada vez menores, até os dias de hoje). Uma das evidências citadas é a comparação entre o desenvolvimento de tecnologias em lugares isolados ou em guerra com lugares em paz. Nos lugares que estão em paz, a tecnologia avança a taxas altíssimas.

Foram citados como exemplos a indústria calçadista de Birigui, a cooperativa TecnoLivre no sul de Minas Gerais, as cooperativas de vinho do Norte de Portugal (que usam modelos colaborativos e tem padrão de vida e distribuição de renda muito superiores ao das vinícolas do Sul de Portugal).

Foi dito também pelos participantes e pela plateia que o modelo atual de ensino, que incetiva a colaboração faz com que haja uma resistência cultural à colaboração, à cooperação e à troca de experiências.

Uso de padrões abertos e ferramentas livres em geoprocessamento na Regularização Fundiária na Amazônia pelo programa Terra Legal

Luiz Pacheco Motta mostrou como o uso de padrões abertos ( p. ex., ODS , um padrão aberto para planilhas) e softwares (QuantumGIS e  OpenLayers) ajudou no desenvolvimento do projeto Terra Legal. O palestrante mostrou como desenvolveu o plugin do OpenLayers para o QuantumGIS utilizando Python e como contribui para o projeto QuantumGIS. Luiz Pacheco Motta é o cara!

Tecnologias Livres no Ensino a Distância

Chegamos para a palestra de Akita, mas a outra palestra estava em andamento. Djalma Valois mostrou o Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento, iniciativa do governo brasileiro que visa divulgar a utilização de software livre. Pablo Etcheverry mostrou o Moodle, iniciativa de desenvolvimento à distância iniciada na Argentina.

Dicas de Desenvolvimento Web com Ruby

Fábio Akita deu um show nessa palestra, mostrando como Escalabilidade é diferente de Performance, ensinando 6 técnicas de otimização do Front End de um Website, como montar um sistema de busca para o seu Website e como usar Tarefas Assíncronas para diminuir a latência do seu site. Excelente! Veja:

Monetizing Cloud Services

Palestra interessante de Renato Rocha, da MetraTech, sobre como o modelo de negócios de computação em nuvem é diferente dos modelos tradicionais de infra-estrutura de software. A principal metáfora é comparar o modelo tradicional de TI a uma empresa que tem sua própria infra de geração de energia elétrica. Cloud computing seria o modelo de redes elétricas aplicado à TI.

A palestra foi muito rica e focou no lado business da coisa, tanto do ponto de vista do usuário de Cloud como do ponto de vista do provedor de serviços de Cloud. Discutiu as vantagens e desvantagens dos modelos PaaS, IaaS e SaaS em termos de custos e valor comparando-os com soluções In-House.

Essa foi a útima palestra do Dia 1 do Consegi 2010.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s